De Povos Indígenas no Brasil

Noticias

Seduc firma compromisso de construir escola indígena em território Rikbaktsa

15/11/2017

Fonte: 24 Horas News 24horasnews.com.br



A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) firmou um compromisso de construir uma nova unidade escolar no território Japuíra, localizado no município de Juara (709 km a médio-norte de Cuiabá). A escola irá beneficiar alunos indígenas de seis aldeias da região.

Nesta terça-feira (14.11), representantes da etnia Rikbaktsa e da Escola Estadual Indígena Pé de Mutum se reuniram na sede da Seduc, em Cuiabá, para conhecer o novo modelo de salas móveis de Mato Grosso e debater sobre as melhorias para a educação da região.

Conforme o diretor da unidade, Edson Utumy, a sede e as salas móveis contam com 191 alunos, divididos em seis aldeias da região, sendo que algumas se encontram a quase 80 quilômetros de distância. Ele afirmou que há nove anos a comunidade espera por uma escola nova.

"Este modelo que nós vimos aqui é muito bom. Acredito que atende a nossa demanda e poderá melhorar a nossa educação, que a cada ano vem crescendo mais", afirmou.



A secretária da escola, Larissa Alves Casu, contou que a distância e os problemas com logística são os principais empecilhos para as reformas da unidade. A atual sede foi construída com recursos do Programa de Desenvolvimento Escolar e mão de obra dos próprios indígenas, o que dificulta a manutenção.

A Seduc se comprometeu a visitar a aldeia no próximo mês para conhecer melhor a realidade local e estudar soluções logísticas de realizar a construção da nova escola já em 2018.



https://www.24horasnews.com.br/noticia/seduc-firma-compromisso-de-construir-escola-indigena-em-territorio-rikbaktsa.html
 

Las noticias publicadas en el sitio Povos Indígenas do Brasil (Pueblos Indígenas del Brasil) son investigadas en forma diaria a partir de fuentes diferentes y transcriptas tal cual se presentan en su canal de origen. El Instituto Socioambiental no se responsabiliza por las opiniones o errores publicados en esos textos. En el caso en el que Usted encuentre alguna inconsistencia en las noticias, por favor, póngase en contacto en forma directa con la fuente mencionada.